segunda-feira, 10 de julho de 2017

“Esquecemo-nos de quem cá vive” relembra Artur Viana na apresentação do CDS

O Forum Rodrigues Sampaio foi ontem pequeno para todos os que quiseram estar e cumprimentar o candidato do CDS-PP à presidencia da Câmara Municipal de Esposende.
Perante uma pequena multidão e na presença do Presidente do Conselho Nacional, Telmo Correia e do Presidente da Distrital, Altino Bessa, Artur Viana assumiu publicamente que “os esposendenses não tem dele a imagem de um politico de convicções, mas um cidadão de intervenção”.
O candidato popular aproveitou para recordar o seu passado de intervenção cívica na sociedade epsosendense, e deixar claro que “não procurava uma carreira política profissional, mas antes um meio para defender as ideias sociais e democratas de uma política ativa dos cidadãos”.
Para Artur Viana “não é aceitável que os munícipes fiquem sem resposta aos seus problemas, sentir que ninguem os ouve, reuniões que demoram meses a ser agendadas, burocracias e más informações que fazem desistir dos processos”. Segundo este, o prómixo executivo terá de “recuperar o orgulho de ser esposendenses” não podendo limitar-se a um concelho bonito e agradável para quem vem de fora mas que se esqueceu de quem ca vive.
Para o candidato popular, há projectos estruturais que não podem continuar a ficar de fora e empenhar-se-a para que os mesmos sejam uma realidade. Entre eles, enunciou o parque da cidade, o forte S. Joao Baptista, a Estação Radionaval ou ainda o congestionamento do trânsito em Apúlia, comprometendo-se a participar activamente de uma solução.
Num discurso distante de obras que Artur Viana considera “acabam por não se fazerem e são apenas promessas”, deixou claro que prentende imprimir um novo modelo de gestão mais do que medidas avulsas sem alicerce. Contudo, algumas notas para estas como sejam a implementação do “orçamento participativo” subtraindo as verbas de publicidade da autarquia para deixar que os munícipes possam gerir uma parte, o desporto, nomeadamente o centro de alto rendimento desportivo para a canoagem ou ainda a necessidade de uma rede sustentavel de transporte para as freguesias mais interiores.
Fortemente e várias vezes aplaudido, Artur Viana deixou a clara convicção que marcará uma nova forma de estar na política, sob o lema que o próprio escolheu: “Pela Diferença”.  
No palco do forum discursaram ainda Altino Bessa, Presidente da Distrital de Braga e Telmo Correia, Presidente do Conselho nacional apontando ambos baterias à história e tradição do CDS no concelho. João Lopes, Presidente do partido em Esposende e que abriu os discursos da tarde, fez uma curta intervenção recordando apenas que o CDS será o factor diferenciador desta campanha onde os munícipes tem de recordar que “se votarem nos mesmos, sempre nos mesmos, à volta dos mesmos então não podemos esperar que a situação não acabe por ser a mesma”.
Uma tarde que o CDS considerou profundamente positiva e quem reforçou a certeza de um resultado que fará sorrir o partido, na noite eleitoral.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.