terça-feira, 30 de maio de 2017

Vila de Prado: Banho de multidão para o concerto Cantigas do Maio

Banho de multidão para o concerto Cantigas do Maio
O auditório da autarquia pradense estava a rebentar pelas costuras, no passado sábado (27 maio), graças uma bela moldura humana que não enjeitou a possibilidade de assistir a mais um espetáculo com a chancela de qualidade da Escola de Música da Junta de Freguesia da Vila de Prado. O concerto ‘Cantigas do Maio’ assumiu-se como um autêntico hino à liberdade e uma homenagem sentida a José Afonso (vulgo Zeca Afonso), um músico, poeta e ativista que nos deixa um legado impressionante.
Às performances musicais irrepreensíveis juntou-se uma atmosfera de cumplicidade e camaradagem que se adensava a cada minuto e que começou a envolver e emocionar os presentes, dando o mote para um serão inesquecível. Aqui e ali, o público não se fez rogado e cantou as inspiradoras canções de liberdade em uníssono com os músicos. Durante todo o espetáculo, brindou com merecidas chuvas de aplausos os artistas que desfilaram em palco o talento que celebrizou uma das mais afamadas escolas de música de toda a região.
O presidente da Junta de Freguesia da Vila de Prado, Paulo Gomes, foi um dos inúmeros espectadores atentos de uma atuação eletrizante, que captou a atenção da plateia do primeiro ao último tema. O autarca pradense deu os parabéns aos protagonistas e agradeceu a presença do público, assegurando a todos que, à semelhança do que tem acontecido no passado, a escola de música continuará, no presente e no futuro, a merecer toda a atenção e apoio da Junta de Freguesia.
Paulo Gomes deixou ainda uma palavra de apreço e reconhecimento a todos os intervenientes pelo excelente trabalho desenvolvido ao longo de mais de duas décadas dedicadas a promover a arte e a cultura, bem como diversas competências sócio-cognitivas, estimuladas e consolidadas através da aprendizagem de um instrumento musical.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.