sexta-feira, 5 de maio de 2017

Município de Esposende entregou Prémios Viana de Lima aos melhores alunos de Arquitetura e Belas Artes da Universidade do Porto

Em cumprimento da vontade, expressa em testamento, do arquiteto Viana de Lima e no âmbito do protocolo estabelecido com a Universidade do Porto, o Município de Esposende procedeu, esta manhã, à entrega dos Prémios Viana de Lima/Câmara Municipal de Esposende, distinguindo os melhores alunos do ano letivo 2015/2016 das Faculdades de Arquitetura e de Belas Artes da Universidade do Porto.
Diogo Amaro, melhor aluno de Arquitetura, recebeu o Prémio Sílvia Viana de Lima, e Tiago Madaleno, melhor aluno de Belas Artes, o Prémio Alexandre Viana de Lima. Cada um dos premiados foi contemplado com um prémio pecuniário de 2000 euros, tendo oferecido ao Município uma obra/trabalho da sua autoria para integrar o Fundo Viana de Lima.

Recorde-se que a atribuição dos Prémios Viana de Lima decorre de um protocolo estabelecido, em 2010, entre a Câmara Municipal de Esposende e a Universidade do Porto, mediante o qual o Município assumiu a gestão da Casa das Marinhas, da autoria do Arquiteto Esposendense Viana de Lima e propriedade da Universidade do Porto, comprometendo-se a distinguir, anualmente e durante 30 anos, com um prémio pecuniário individual de 2000 euros, os dois melhores alunos dos cursos de Arquitetura e de Belas Artes, sendo que, findo esse prazo, o imóvel passa a ser propriedade municipal.
Assinalando que este é “um bom exemplo de parceria” que deveria ser seguido noutros casos, o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, aproveitou para deixar reparos à postura da Administração Central, relativamente ao processo de negociação com vista à cedência da Estação Radionaval de Apúlia e ao Forte de S. João Baptista. O Autarca vincou que estes imóveis se encontram abandonados e em estado de degradação e que seriam da maior utilidade para o Município poder concretizar dois projetos que tem já protocolados com a Universidade do Minho, nomeadamente a Unidade de Investigação Marinha e o Centro de Divulgação Científica. Benjamim Pereira assumiu, assim, alguma “angústia pela inação da grande máquina burocrática do Estado que pára o processo de desenvolvimento do Município”.
Sustentando o empenho do Município na preservação da arquitetura e valorização do património concelhio, o Presidente Benjamim Pereira deu nota de que o Município lançou, em março, o Roteiro de Arquitetura Modernista, que dá também visibilidade às obras de Viana de Lima. Referiu também que a Câmara Municipal adquiriu a icónica Casa do Cónego, em Apúlia, um imóvel do início do Séc. XX, e que está em negociações para a aquisição da casa do escritor Esposendense Manuel de Boaventura, em nome do qual instituiu um Prémio Literário. Notou, também, que o Município candidatou o Banho Santo de S. Bartolomeu do Mar a Património Cultural Imaterial e que está a ultimar a instalação do Centro Interpretativo do Junco e do Centro Interpretativo das Paisagens do Sargaço.
Benjamim Pereira salientou a importância do programa evocativo em memória de Viana de Lima, que, além da entrega destes prémios, inclui o lançamento do livro “Viana de Lima e a influência do Movimento Moderno na arquitetura portuguesa”, e a exposição alusiva à obra do arquiteto, denominada “Memento, Momento”, que ficará patente no Museu Municipal de Esposende.
O Autarca felicitou os premiados desta quarta edição dos Prémios Viana de Lima, considerando que “são dois líderes que trazem para as respetivas áreas de formação outras áreas do saber e que são um exemplo para os colegas”.
Terminou, afirmando “particular orgulho” pelas parcerias que o Município tem estabelecido e manifestou total disponibilidade para o desenvolvimento de outros projetos que contribuam para potenciar e valorizar o Município e o seu território.
Os jovens premiados usaram da palavra para agradecer a distinção e para saudar o Município pela iniciativa, considerando que é uma forma de homenagear e conservar a memória do Arquiteto Viana de Lima, enaltecendo o relevante tributo da sua obra para a história da arquitetura nacional e a cultura artística de um modo geral.
O Diretor da Escola de Belas Artes do Porto, José Carlos Paiva, em representação do Reitor da Universidade do Porto manifestou apreço pela iniciativa, saudando a Câmara Municipal por valorizar a obra de Viana de Lima. Aos premiados deixou palavras de felicitação e elogio pelo mérito do prémio, mas também pelos excelentes resultados académicos.
Por seu lado, João Pedro Xavier, em representação do Diretor da Faculdade de Arquitetura do Porto, exprimiu “alguma emoção” por presenciar a homenagem e o reconhecimento da obra de Viana de Lima. Felicitou os jovens premiados, a quem deixou palavras de incentivo para a vida profissional.
A sessão de entrega dos prémios contou com um momento cultural, com recitação de poemas de Álvaro de Campos, por Ana Coutinho e Castro, e um momento musical com Diogo Zão (piano) e Carlos Pinto da Costa (violino).
Fonte: Serviço de Comunicação e Imagem da CME

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.