quarta-feira, 26 de abril de 2017

Projecto-piloto potencia a criação da ‘Rua mais Inteligente do País

Iniciativa do Município une tecnologia e investigação Bracarense.
Foi assinado hoje, dia 26 de Abril, o protocolo referente à implementação de um projecto-piloto, intitulado ´BSmartMob´, que irá possibilitar a criação de um troço de piso inteligente, sobretudo vocacionado para peões e ciclistas, numa extensão de cerca de 1 Km entre a Rotunda Santos da Cunha e a Rotunda da Estação de Comboios da CP.
As novidades na referia rua contemplam, entre outros aspectos, produção de energia a partir do solo, uma zona de coexistência com indicação do caminho de luzes inteligentes, zona de carga das bicicletas eléctricas, sistema de monotorização de tráfego 3D, passadeiras, lombas e semaforização inteligentes.
Trata-se de um projecto de cerca de cinco milhões de euros que foi submetido à ‘Urban Innovative Actions’, uma linha de financiamento directa da União Europeia, e que conta com a participação do Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), da Universidade do Minho (UM), do Centro de Computação Gráfica (CCG) e de parceiros empresariais – NOS, Siemens, UOU e Sernis.
O resultado da candidatura submetida será conhecido até final do presente ano, seguindo-se um período de um ano e meio para a realização de testes da tecnologia em laboratório e outro período posterior, entre 6 meses a um ano, para a efectiva implementação no terreno.
A concretização deste projecto permitirá, segundo Miguel Bandeira, vereador da Câmara Municipal de Braga, criar a ´Rua mais inteligente do país´. “Trata-se de um projecto cuja principal característica diferenciadora é o facto de reunir a investigação de excelência do INL, do CCG e dos centros de investigação da UM, no caso o ALGORITMI e o CTAC, com os produtos inovadores das empresas associadas. Esta junção entre investigação e tecnologia, aplicada de modo experimental num território que podemos considerar um laboratório vivo, permitirá certamente a criação de soluções inovadoras, que poderão, no futuro, ter uma abrangência mais alargada”, referiu.
Por seu turno, Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, referiu que este é mais um passo no esforço desenvolvido pelo Executivo Municipal de ´navegar por mares nunca dantes navegados´.
“O projecto vem no seguimento das prioridades estratégicas assumidas de promover uma mobilidade sustentável no território, de implementar uma gestão mais inteligente da Cidade e de promover o trabalho em rede entre Município, instituições de investigação e parceiros empresariais para encontrar soluções de ponta que venham a melhorar a qualidade de vida da população e que, ao mesmo tempo, tenham implicações económicas bastante positivas para o Concelho”, concluiu o Autarca.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.