segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Lançadas obras de remodelação do adro da Senhora da Saúde.

O Município de Esposende vai proceder à remodelação do adro da capela da Senhora da Saúde, em Esposende. A obra conferirá dignidade a uma das principais portas de entrada na cidade e deverá estar concluída em julho, a tempo das festividades de agosto.
A intervenção custará à Câmara Municipal de Esposende 155.893 euros, já com IVA, obra firmada em protocolo que envolve o Município e a Fábrica da Igreja Paroquial de Santa Maria dos Anjos de Esposende e prevê a intervenção num “espaço nobre para a cidade, situado numa das principais entradas da urbe e que, apesar de ser propriedade da Igreja, tem acentuada utilização pública”, sublinha o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.
Mas esta será apenas uma das muitas intervenções que o Município de Esposende projectou para Esposende. Depois de dragar a doca de pesca, inaugurar dois troços da Ecovia, intervir no molhe da barra que estará concluída dentro de 15 dias, intervir no espaço exterior do bairro do Igaphe, concluir a colocação do sintético no estádio Padre Sá Pereira, fazer obras nos parques de estacionamento da escola Henrique Medina e dos bombeiros são exemplo do trabalho desenvolvido, conforme lembrou o presidente da Câmara Municipal de Esposende.
Muitas outra intervenções podem acrescentar-se ao rol, como a eliminação das barreiras arquitetónicas, a ampliação da biblioteca, o arranjo exterior da escola primária, a construção do canal intercetor, a requalificação da escola Henrique Medina, o projeto do Parque da Cidade, o projeto de alargamento da ponte D. Luís Filipe para prolongar Ecovia, o projeto de intervenção no bairro de habitação social, o projeto para a variante a Esposende, idealizada no PDM de 1994, a obra no Mercado Municipal ou a requalificação da doca de pesca.
Esta realidade permite ao presidente do Município “fazer um balanço sem constrangimentos. Temos 136 intervenções feitas ou em curso no município. Não deve haver muitos municípios com este grau de realização. E são obras em todas as freguesias e não apenas naquelas que são da nossa cor política”, vincou Benjamim Pereira.
O autarca lembra que “a gestão autárquica faz-se em função do aproveitamento das oportunidade, mesmo que estas não tenham constituído promessas eleitorais, numa base de confiança, com uma postura “honesta para com a população. É o mandato com maior investimento feito nas freguesias desde sempre e tem mais valor porque toda a sustentabilidade financeira foi acompanhada pela boa gestão e não pelo aumento dos impostos cobrados pelo município”, lembrou Benjamim Pereira.
O arcipreste Delfim Fernandes lembrou as quase duas décadas que leva o pedido de intervenção no Souto da Senhora da Saúde, para destacar a ação do Município nesta concretização.
Já o secretário da Junta da União de Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, José Magalhães agradeceu à Câmara Municipal “o esforço financeiro para tornar esta obra uma realidade que muito servirá os esposendenses” e o presidente da mesma junta Aurélio Neiva lembrou as dificuldades que tiveram de ser ultrapassadas, desde logo com “a nova situação da união de freguesias e da mudança de Governo com obrigatoriedade de renegociar certos projetos”. Destacou as várias obras executadas neste mandato e pediu a “intervenção na zona das garagens do bairro sudeste”.
O adro da Senhora da Saúde é o maior espaço verde da cidade de Esposende. O recinto está muito degradado, com os pavimentos e o próprio coreto em mau estado de conservação, pelo que será alvo de restauro. O estacionamento será organizado, a zona das instalações sanitárias melhorada, o pavimento em torno da capela alterado para cubo de granito, serão plantadas mais árvores e colocadas mesas para piquenique.
Fonte: Serviço de Comunicação e Imagem da CME

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.