sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Esposende estuda passagem da Ecovia do Litoral sobre o Cávado

A Câmara Municipal de Esposende pretende construir uma faixa lateral de circulação pedonal ao longo da Ponte D. Luís Filipe, usualmente chamada de Ponte de Fão.
 Neste sentido, o executivo municipal decidiu, de acordo com deliberação aprovada ontem, em reunião de Câmara, avançar com a elaboração do respetivo projeto. Esta decisão surge na sequência de anteriores contactos estabelecidos com a Infraestruturas de Portugal (IP), proprietária da infraestrutura, e com a Direção Geral do Património Cultural, dado tratar-se de um monumento classificado como Imóvel de Interesse Público.
Atendendo à especificidade da obra e ao facto de não dispor nos seus quadros de técnicos especializados na área, o Município entendeu contratar a um gabinete de engenharia a elaboração do projeto, que deverá estar concluído no prazo de 90 dias.
“Trata-se de um trabalho de engenharia muito específico e complexo, que implica a realização de estudos para aferir a viabilidade da intervenção”, refere o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, acrescentando que tanto a Infraestruturas de Portugal como a Direção Geral do Património Cultural se mostraram recetivas à criação da faixa pedonal.
Benjamim Pereira refere que “para além da mais-valia que constituiria no plano da mobilidade urbana sustentável, esta seria uma excelente solução para garantir maior segurança a quem atravessa a ponte a pé ou de bicicleta, uma vez que a atual travessia pedonal é muito estreita”. A intenção é que esta faixa interligue com a Ecovia do Litoral Norte, que ligará Apúlia a Caminha, clarifica o Presidente da Câmara Municipal, assinalando que “é um passo importantíssimo para o desenvolvimento do concelho e para a mobilidade da população”.
Fonte: Serviço de Comunicação e Imagem da CME

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.